FANS DO TURCA

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

SEO CARMO.

Seus pais eram Húngaros.

Viveram na época da segunda guerra e o velho passou parte da vida mancando por causa de uma seqüela da segunda guerra mundial quando próximo a ele estourou uma mina.

Para fugir dos fantasmas destas tragédias, vieram para o Brasil e aqui geraram aquele que 60 anos mais tarde seria meu Avô.

Calman Kachae.
Nome pouco usual, difícil de entender na realidade.
Teve infância difícil em bairro humilde da Zona Sul e trabalhou a vida toda como ferramenteiro.

Quando criança ao tentar entrar em um jogo de futebol, foi expulso do campo, pois jogava mal e ainda apanhou de um dos meninos.

Este episódio o fez odiar futebol e negros, cor do garoto que bateu nele.

Era racista ao extremo. Passou esse defeito maravilhoso para minha mãe que evidentemente também adquiri. Pelo menos até transar com a minha primeira negra.

Nunca mais fui racista. Adoro esta raça de meu DEUS.

Conheceu minha avó já tarde, ela era 10 anos mais velha que ele e já era viúva.

Tiveram minha mãe e quando eu nasci ele já estava aposentado.

Tinha estatura média, calvo e extremamente magro.

Calman era um nome difícil até para a minha avó pronunciar. Então Calman virou CARMO para facilitar.

Lembro-me na infância de ouvir os vizinhos o chamando de Seo Nelson.

Eu não entendia nada até que me falou que era conhecido assim, pois nos bares do bairro desfilava seus dotes musicais cantando músicas de Nelson Gonçalves e tocando seu violão
Além de ter uma aparência física muito próxima ao renomado Boêmio.


Nessa época enchia a cara de cachaça e chegava em casa às vezes carregado, feliz da vida. Quebrava alguns pratos e depois dormia. Só Bebia cerveja, nada de pinga ou vodca.

Isso sempre acontecia desde quando minha mãe era criança, fato esse que afastou bastante os dois. Minha mãe não se relacionava muito bem com ele.

O Sangue Húngaro maldito fazia dele uma pessoa de poucos amigos. Era muito encrenqueiro, implicava com os vizinhos e a molecada na rua . Recebia com frequencia algumas ameaças de morte de pequenos marginais da rua por causa dele.

Era um velho muito vigoroso, não ficava parado nunca. Ora mexia no carro ora na casa ou na rua.
Limpeza reforma mecânica, hidráulica. Fazia de tudo, era impressionante.

Cresci vendo aquele velho trabalhar, sempre em serviços pesados.
Construiu a casa que eu moro sozinho. Herança que me deixou.

Costumava andar como um Andarilho, com as roupas todas sujas.
Tinha um dia do mês que ele ficava irreconhecível. Era o dia de sacar a aposentadoria.

Ele colocava sua melhor roupa lavava o Fusca Branco e ia ao Banco como se fosse a um casamento.

A rua inteira ficava admirada. Ele era um Velho muito elegante “quando queria” e tinha até um pouco de charme. Deu muita pulada de cerca quando mais jovem.

Nos dias de forte calor eu ficava desesperado. Ele colocava um Short estampado como o do tarzan e saia sem camisa na rua.

Parecia uma vareta de óculos. A molecada filha da puta não perdoava e me enchiam o saco.

Outra coisa que ele fazia que me deixava a ponto de me matar era quando colocava seus discos de vinil do Nelson no último volume na garagem para a Vila inteira ouvir.

Na frente dele, ninguém falava nada, mas a mulecaaaaaada... PQP.

Gostava de presentear cachorros e gatos da rua com belos tiros de bola de ferro através de seu potente estilingue. Ele adorava quando acertava a cabeça.

Na realidade o velho tinha um sangue ruim do caralho!

Mas eu o admirava muito, especialmente quando me ensinou o que fazer quando acabava a bateria do carro.

Seo Carmo: Samir quando você crescer e tiver um carro, pode acontecer de acabar a bateria do seu carro.
Quando acontecer isso, pegue esse cabo e peça para outro motorista parar para te ajudar.

Eu ouvia atentamente a instrução.

Seo Carmo: Quando o camarada parar você diz pra ele...

Neste momento notei que ele deu uma risada especialmente sarcástica.

Seo Carmo: Você diz: "Ô meu camarada você pode vir aqui para me fazer uma CHUPETA?"

Graças a Deus nunca me acabou a bateria do carro...

Os anos passaram e um belo dia meu avô acordou com seu lado direto paralisado.

É aquele senhor com toda a vitalidade do mundo teve um derrame e estava condenado a viver o resto da vida daquele jeito.

Eu ainda era criança e era muito triste vivenciar o sofrimento dele. O velho durão ficou frágil, chorava por qualquer coisa, enrolava a língua. Era uma merda.

Qualquer coisa o deixava muito nervoso aí ele esbravejava gritava dava escândalo. Era foda!

Certa vez fui ajudar a trocar a camisa dele. Ele estava deitado, tive que deixá-lo sentado, mas ele não conseguia ficar ereto.
Ao tirar um dos braços soltei o outro e ele tombou.

Bateu a cabeça com tudo na quina da parede e ficou naquela posição com aquela cara de ódio para mim.

Eu pensei...

AGORA FODEU!

Ele olhou bem nos meus olhos e meu disse e tom suave:

- Samir “pausa média” ____________ _ _ _ _ _


_ _ _ Não me enerve !

Até hoje utilizo esta frase com pessoas que estão me deixando profundamente PUTO.

Houve outra situação que chegamos da fisioterapia e ele quis colocar uma camisa.


A camisa tinha uns 45 botões e ele com uma mão só resolveu colocá-los sem a ajuda de ninguém.


Fui para a rua e voltei depois de uma hora.
Encontrei-o colocando ainda o terceiro botão.

Não agüentei... Comecei a rir a falei bem alto:

CARALHO, ainda aí?

Estou ouvido os gritos de ódio e xingamentos dele até hoje.

Em outra ocasião resolveu Plantar uma árvore em frente de casa. Pediu que eu segurasse uma Talhadeira para ele Enfiar a marreta já que não tinha as duas mãos para fazer sozinho.
Eu fiquei desesperado, se ele errasse iria arrancar minha mão. Ele olhou para mim e disse :

Seo Carmo : Tá com medo rapaz ? Não confia no seu avô ?

Mas eu confiava nele.

Precisou de umas 6 marretadas para fazer o buraco. Quando terminado tinha a sensação de ter perdido 57 Kg .

Um segundo derrame o derrubou de vez. Ficou em estado vegetativo uns dois meses até que nos deixou.

Embora uma pessoa de personalidade muito forte e que não cultivou grandes amizades.

Em seu velório até seus inimigos declarados sentiram o pesar de sua ausência.

O Respeitavam muito por sua presença de espírito, vitalidade e garra.

Eu sinto muito a falta dele, tenho certeza que foi herança dele a força que busco para passar por cima dos meus percalços como um rolo compressor . Foi deste sangue Húngaro em minhas veias.

E hoje a única retribuição que posso dar a ele é a de não deixar morrer a letra K nos nomes dos meus futuros herdeiros.

E quando quero falar com ele, coloco-me ao lado da árvore que Plantou e tenho certeza que ele está lá para me ouvir.

Obrigado Avô. Você foi o Cara !

Fique bem, onde estiver.

Fim de papo.

Excepcionalmente hoje, O HÚNGARO.

TRAINEES O FUTURO DESTA NAÇÃO.

É só abrir uma revista Exame ou Você/SA para ver aqueles intermináveis anúncios para formação de novas turmas de Trainees.

São trainees para todos os tipos de áreas e remunerações.
A idéia principal é vender ao mercado que e empresa em está em busca de profissionais espetaculares de curriculum invejável que em pouquíssimo tempo serão os diamantes corporativos.

Necessário 67 línguas fluentes, formação em universidades Americanas, vivência no exterior etc, etc, etc.

Tudo isso para na realidade contratarem algum recém formado na Faculdade Zé Boquinha que foi indicação dos Diretores ou de algum Gerente gente boa.


As empresas investem uma bela grana para formar esse pessoal, são tratados como filhos do Departamento de RH, conhecem a empresa inteira. Algo que o mais antigo funcionário NUNCA teve a oportunidade.

Ao final do curso, conclui-se que apenas 25% da sala têm realmente perfil para permanecer na empresa.

Mas e agora? Oque fazer com o restante?

O RH da empresa jamais dará a cara à tapa e revelar que “CAGOU” na seleção.
Sendo assim, irá mantê-los no time vendendo-os internamente como excelentes promessas.

O Gestor da área que não é imbecil sabe que está sendo "entubado" e acaba aceitando o novo membro da equipe.

O que esse Gestor não sabe é que o RH ainda não terminou o serviço e para justificar o excelente investimento irá tratar a carreira deste Trainee como a do próprio filho.
Como uma mágica um cara que há dois anos era um formando de Turismo será promovido a Superintendente de Tecnologia de Informação tornando-se assim, chefe do chefe dele.

Estes tipos de procedimentos motivacionais são muito bem aceitos pelas companhias, pois seus colaboradores já recebem um novo trainee como os Hipopótamos adultos recebem os filhotes.
Com uma vontade enorme de mordê-lo no pescoço e arrancar-lhe a cabeça enquanto ainda é frágil e indefeso.

Desta forma não haverá a menor possibilidade de concorrência futura.

Parabenizo as empresas que atuam com essa dinâmica de Plano de Carreira, não há dúvida que o Mercado externo ficará encantado enquanto os colaboradores estão se matando de ódio e cortando os pulsos nos banheiros.

Fim de Papo.


O TURCA

sábado, 22 de agosto de 2009

Memória Blog do Turca: EU ACORDEI OU MORRI E FUI PARA O INFERNO ?

Há uns 6 meses eu estava tão deprimido que tinha medo até de acordar.
Era o pior momento do dia sempre ao acordar, quando abria os olhos uma enxurrada de informações ruins me vinham na cabeça.

Para eliminar este problema adotei a estratégia de antes de abrir os olhos, ligar a televisão e me manter conectado com a imagem ou com o som de alguma coisa até que possa me vestir e sair para trabalhar.

Eu ainda não cheguei à conclusão se essa estratégia me fez sentir melhor.

A primeira notícia que vejo na TV é a do recorde de trânsito de São Paulo;
A segunda notícia que vejo é a de uma chacina na zona leste;
A terceira notícia que vejo é de alguma catástrofe na Ásia;
A quarta notícia que vejo é sobre atos secretos no Senado.

Sem contar as Isabelas da vida, Ronaldinhos e afins que estão na mídia há 25 anos.

Já entrava no meu carro com as mãos trêmulas e suando frio.
Meu estômago ficava retorcido e na primeira parada que faço por conta do trânsito, tenho vontade de quebrar o vidro do carro com a minha cabeça.

Ligava o Rádio para relaxar, colocava em músicas calminhas, mas elas me faziam chorar porque qualquer história que esteja sendo cantada parecia ser a minha história.

Adotei outra estratégia, resolvi colocar nas rádios AM, agora sou especialista de economia, política, agrobusiness e orações do Padre Marcelo Rossi “O Senhor Seja Louvado e Todo Mal Acorrentado”.


Acordo todos os dias com o Luciano Faccioli batendo palminhas, dizendo a hora e informando uma péssima notícia.


No carro Joelmir Beting me dá aulas de economia e política. Assunto que adoro.

Chego no trabalhado Orando com Padre Marcelo.


Ao entrar no escritório, tenho a sensação que corri 600 km descalço sem beber água e o próximo passo será uma sessão de chicotadas com prego na ponta.

Cheguei a pensar em dormir no trabalho, pelo menos poderia pular todas essas etapas e sentir-me melhor.

O TURCA

LEI ANTI FUMO – Obrigado José Serra






Obrigado Jesus Cristo.



Finalmente uma lei coerente que veio para alegrar meu pulmão e meus olhos.



Como eu esperei este dia, onde pudesse comer minhas refeições com tranqüilidade ou conversar com meus amigos sem ter que espirrar ou lavar os olhos que já tinham virado areia por causa da maldita fumaça dos cigarros.

A festinha dos cancerosos acabou. Agora é lei irmão. Não acende esse cigarro catingoso do meu lado, vai fumar na rua, na sua casa ou na Puta que pariu.



Pega esse cigarro, esse charuto essa piteira esse cigarrinho de palha de orégano e se você for viado que fuma cigarrinho de cravo, enfia no cú.

FUMANTE FILHO DA PUTA.

Fim de papo.

O TURCA

JÁ SONHEI EM MATAR MEUS VIZINHOS.

Os vizinhos são aqueles tipos de pessoas que só temos contato quando saímos de casa e quando voltamos.

É uma raça que precisamos quando temos que carregar algo pesado ou ajudar a avó que caiu da escada a se levantar ou levá-la ao hospital.

É normalmente a primeira pessoa que saberá quando um casal se separa ou quando o filho leva um cacete de cinto na cara.

Também são os primeiros que vão secar teu carro novo ou seu lindo jardim e muito provavelmente em dois ou três meses aparecerão com um carro tão bonito quando o seu ou um jardim mais florido.

No geral, junto com a classe de torcedores do São Paulo, Guardas da CET e Diretores de RH de empresas mereceriam uma morte lenta e com requintes de crueldade à base de tortura chinesa.

Existem algumas categorias de Vizinhos.

1 – Vizinho Bêbado

É aquele pai de família que enche a cara de cachaça e quando chega lá pelas 23:45h arrebenta a cara do filho, dá muito tapa na cara da mulher e quebra todos os pratos da casa.

Este tipo de filho da puta acorda seu cachorro que fica das 23:45h até as 2:00h latindo e uivando.
Normalmente ocorre aos Domingos. Excelente para destruir seu sono para o início da semana.

Este tipo de vizinho merece ser enterrado vivo com uma garrafa de Pitú socada no brioco.

2 – Vizinho Pagodeiro ou Funkeiro.

Normalmente constituído por pequenos marginais do Bairro ou por marginais aposentados ou desempregados.

Vizinhas piranhas do baixo clero também se enquadram neste perfil.

Iniciam a sessão Maldita de música a partir das 19:00h e vai até umas 22:00h, pois no dia seguinte precisam acordar cedo para limpar a casa dos outros ou cometer seus delitos no centro da cidade.

Eu já me imaginei diversas vezes invadindo a maloca destes filhos da puta e com um machado estraçalhar o radinho de pilha e em um último golpe arrancar a cabeça do dono da casa.
Trata-se de exercício de relaxamento excelente para pegar no sono.

3 – Vizinhos Velhos e Viúvos (as)

Este é daquele tipo de vizinho que tem horror a crianças.

Se cair a bola na casa deles, eles furam.

Se aumentar um pouco o som, eles chamam a polícia.
Se Gritar na frente da casa deles, eles contam para seus pais.

São no geral pessoas que crianças e adolescentes gostariam muito que morressem logo, pois atrapalham as brincadeiras juvenis e enfeiam a rua, pois já possuem muitas pelancas, tem carros velhos e suas filhas mais gostosas já passaram dos 40 anos.

4 – Vizinhos Evangélicos

Das 9:00h às 23:00h você ouvirá as pregações de Davi Miranda e demais charlatões na rádio no último volume.

Seu vizinho gritará por Jesus cinco vezes ao dia e a palavra Aleluia será muito escutada na redondeza.

Gostam de ouvir pregações de pastores Norte Americanos e é frequente ouví-los gritando a expressão: Ô GÓ !!

Quer dizer OH ! God !

95% destas pessoas foram pequenos infratores, moradores de rua ou ex prostitutas, hoje estão convertidos e para sua sorte agora são seus vizinhos.

Irão tentar te converter até o último dia de vida deles.
Não terão o que comer, mas sempre agradecerão a Jesus por esta condição maravilhosa e estarão trajados de terno das marcas Dorinhos e Akar Soft. Até mesmo ao dormir.
Este tipo de vizinho é merecedor de muita joelhada no pulmão e deveriam ter 78 kg de algodão socados em suas bocas.


5 – Vizinhos Bandidos de cadeia


É muito gostoso morar ao lado de vizinho bandido.

Ele é o único que pode ao mesmo tempo ter TODAS as características marcantes de um bom vizinho.

- Bandido Bêbado
- Bandido Pagodeiro
- Bandido Velho
- Bandido Evangélico
- Bandido de cadeia.

A única diferença é que nos outros casos você pode imaginá-los morto.

Quando seu vizinho é Bandido ele pode matá-lo de verdade.

Fim de Papo.

O TURCA.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

MALHAÇÃO – Modinha , Saúde ou Putaria ?

Já entrei na casa dos 30 anos.

Minha barriga crescia sete cm por dia e já estava vendo o dia que ficaria igual ao lendário JABBA THE HUNT


Tomei a decisão de voltar a uma academia para cuidar da minha saúde .


Escolhi uma academia localizada em um bairro de classe média com freqüentadores que variam entre Jovens e velhos.

Em meus momentos sacais de esteira e bicicleta fico observando o movimento e já tirei algumas conclusões interessantes com relação ao público que freqüenta academia.

Começamos pelos velhinhos.

São da faixa dos 50 aos 70, são engraçadinhos e acho particularmente interessante a presença deles naquele ambiente. Estão realmente preocupados com a saúde e bem estar. O mais legal é vê-los na esteira rindo demonstrando uma legítima satisfação de estar ali. Poderiam estar em casa vendo as plantas crescerem, mas preferem ainda o convívio com outras pessoas. Eu acho Show.

Agora os adolescentes.

A molecada que freqüenta a academia dos 14 aos 17 é composta daquelas menininhas e menininhos magrinhos e cheio de espinhas na cara que tem certeza que depois de três meses serão os seres humanos mais bonitos do mundo.
Os menininhos querem ficar bonitos para as menininhas. As menininhas querem ficar gostosinhas para os velhos.
Resumindo, vocês menininhos magrinhos e espinhudos, vão pra casa jogar video game e resolvam voltar para a academia depois dos 20 anos porque nessa idade nem a sua própria mão te aceita.


Os Bombados.

Esses aí são engraçados. Chegam fazendo um barulho tremendo, cumprimentam as pessoas com tapas, inclusive a faxineira.
Aparecem com os shortinhos nas bundinhas e blusinhas agarradinhas.
Qualquer tipo de exercício que façam torna-se uma exibição de balé, fazem caras e bocas e sempre olham para a mulher que estiver mais próxima.
Falam alto e às vezes fazem a vez do instrutor, se achando os entendidos dos alunos.
Simplesmente escrotal.

As Gostosas

Na maioria dos casos as mulheres comportam-se de forma discreta, pois sabem que suas bundas serão alvos dos olhares de TODOS os homens da academia, inclusive do manobrista.
Mas existe aquela categoria de mulheres conhecidas como PIRANHAS que aparecem com aqueles Shortinhos de lycra enfiados que dão a sensação exata que a garota esta pelada.
A maioria delas passa 75 % do tempo desfilando pelo salão e 20% do tempo dando em cima de algum instrutor.
O tempo que sobra elas pegam um pesinho de 1kg e fazem exercício para o Bíceps.

Estas mulheres atrapalham o treino dos homens que ficam com os olhares fixados na bunda e peitos das mesmas. Inclusive eu.

As Gordas

Assim como as Gostosas, as Gordas são figuras interessantes de se observar também.
Invariavelmente eles se entalam nos equipamentos e o movimento de vai e vem que elas fazem para tentar sair da máquina é muito divertido.
É sensacional quando usam aquelas calças justinhas que parece que vai estourar de uma hora para outra.

Ficam 185 minutos naquela bicicleta do Capeta e no dia seguinte aparecem mais gordas que no dia anterior.
Eu não entendo este tipo de treino.


Este ambiente me diverte muito, logo estarei pronto para posar na revista G Magazine. Vou ficar rico, vou largar tudo e viver de pescaria até o fim da minha vida.

Fim de Papo.

O Turca.

FESTAS DE EMPRESA – O Melhor lugar para você destruir com sua carreira

Existem pessoas que ficam o ano todo pensando em uma forma de ser mandado embora da empresa e não conseguem achar uma forma rápida e segura de fazer isso.

Pois bem meu amigo ou amiga a FESTA DA EMPRESA é a solução.

Para você funcionária juvenil e inocente, seguem algumas observações feitas por alguns homens de todos os níveis Hierárquicos dias antes da festa.

_ÔO Teixeira, aquela gostosinha da sua funcionária vai à festa?

_ Esse ano eu pego aquela delícia da estagiária do Pestana.

_ Será que a Mariazinha vai de Shortinho pra mostrar aquela bundinha linda dela na festa?

Percebam que as mulheres cobiçadas na grande maioria das vezes são do baixo escalão ou do escalão médio da empresa. Com mulheres do Alto escalão não se mexe.
O Risco de visitar o RH no dia seguinte é muito grande e o risco delas serem casados com Diretores da empresa é maior ainda.
O bom disso é que aquele mito que dar pro cara certo pode render frutos profissionais no futuro...
... é a pura verdade. Não em todos os casos, mas nos casos em que se é possível repetir a dose em datas não comemorativas.

No caso das mulheres essa relação é inversamente proporcional:

_ Será que o Chefe do Augustinho vai? Ele é muito gostoso.

_ Eu ouvi dizer que o Gomes tá solteiro. Ele já foi promovido?

_ O Diretor da área Crédito é um gato!

Portanto meu irmão, se você não manda NADA, se contente com a tiazinha da limpeza.
AH !!! E não será promovido também. As mulheres não deixam pistas como nós.

Mas, e as conseqüências?

Para os Homens:

_ AÊEEE, pegou a Glorinha né? Você é um cara de sorte AHAHAH !

Para as Mulheres:

_ A Glorinha deu para o Vicente? Mas que Piranha! Safada! Será que ela daria para mim também?

É triste , mas é assim mesmo.

Bem, depois deste breve relato, vocês decidem! Ainda tem alguns meses para o final do Ano.

AH! Mais um pequeno detalhe, se possível, vá cumprimentar o presidente da empresa. Ele não é um Bicho e poderá se lembrar de você um dia antes de morrer.

Agradeço meu amigo Rodolfo Puga pela colaboração deste tema!


Fim de Papo.


O TURCA.
Ocorreu um erro neste gadget